Pesquise por hashtags, nomes e assuntos

Resultado não encontrado para: ''

Confira qual a melhor corretora para investir em 2020

Francisco Holanda. 30/01/2020

Qual a melhor corretora para investir em 2020? Essa é certamente uma dúvida comum entre os investidores que desejam começar o ano investindo seu dinheiro. 

Afinal, entre tantas opções que existem no mercado atualmente, é muito comum que as pessoas fiquem confusas e indecisas ao escolher onde começar a investir. 

Uma resposta certa e direta para essa pergunta é algo praticamente impossível de se obter. 

Por que? Porque atualmente cada corretora ou plataforma de investimento oferece vantagens diferentes umas das outras, o que torna a resposta para essa questão muito relativa. 

O que é a melhor corretora? A que oferece mais produtos? A que tem as menores taxas? A mais famosa e conhecida do mercado? 

Essas e outras dúvidas tentaremos tirar nesse post para que você, finalmente, consiga escolher a melhor corretora para você investir em 2020. Mas fique avisado, não existe uma única resposta correta para essa questão. 

O que você irá conferir: 

O que é uma corretora de valores?

A corretora é uma instituição financeira que faz a intermediação entre os investidores e os produtos financeiros. O investidor pessoa física, em suma, não possui acesso aos investimentos de forma direta e por isso necessitam de uma instituição que possam dar acesso a esses produtos.

Dessa forma, a corretora faz essa ponte entre os produtos e os investidores e oferece uma gama de investimentos diferentes. Além disso, a corretora é responsável por processar as ordens de compra e venda dos investidores.

Para que uma corretora de valores possa funcionar e atuar no mercado ela precisa ser regulamentada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e pelo Banco Central (BC).

Como saber se uma corretora é confiável?

Um passo fundamental para escolher a melhor corretora para investir é saber se de fato ela é confiável ou não para manter seu dinheiro sob custódia. Afinal, não queremos confiar nosso dinheiro a uma instituição que possa simplesmente sumir com nosso patrimônio.

Por isso, existem alguns fatores que podem te ajudar a saber se a corretora é ou não confiável. Confira: 

1 – Confira o cadastrado da corretora na CVM 

Todas as corretoras confiáveis devem estar devidamente cadastradas na Comissão de Valores Mobiliários e também seguir uma série de diretrizes definidas pela entidade pública. 

A CVM é responsável por regular e fiscalizar o mercado de valores mobiliários no Brasil.

Por valores mobiliários entende-se:

Basta uma pesquisa rápida no site da CVM para descobrir se a corretora está autorizada e cadastrada para atuar. A entidade ainda oferece uma ferramenta para verificar a idoneidade das corretoras e muitas outras informações que são possíveis encontrar no site deles.

Através do menu “Consulta a Processos Sancionadores”,  é possível pesquisar se determinada instituição já cometeu alguma infração no mercado de valores mobiliários e como isso se resolveu.

Apenas insira o nome da empresa (banco ou corretora) no campo “Acusado” e realize a pesquisa.

2 – Confira o cadastro no Banco Central

O Banco Central é uma autarquia federal integrante do Sistema Financeiro Nacional, sendo vinculado ao Ministério da Economia.

Para entender se as corretoras são ou não regulamentadas pelo Banco Central, basta acessar seu site e pesquisar o nome da instituição. 

3 – Selo CETIP Certifica

O selo CETIP Certifica fornecido pela instituição é uma garantia de que a corretora de investimentos registra e identifica as aplicações sob sua tutela com o CPF ou CNPJ do investidor. Em outras palavras, é um selo de qualidade para as corretoras que garante aos clientes que todas suas operações em renda fixa serão registradas e identificadas em seu nome e CPF.

Os principais produtos que são certificados pelo CETIP CERTIFICA são: Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Certificados de Depósitos Bancários (CDB), Letras de crédito (LC), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), entre outros.

4 – Certificados da B3

Para conferir a segurança da corretora de valores também vale avaliar se ela conta com com a certificação do Programa de Qualidade Operacional (PQO), oferecido pela B3.

Esses certificados visam avaliar e qualificar o serviço dos bancos e corretoras que atuam no mercado. Através de um sistema de selos, o programa define a qualidade da corretora em diferentes exigências. 

Entre os certificados estão o Retail Broker, o Carrying Broker, o Execution Broker e o Agro Broker.

Para os investidores, o selo geralmente mais importante é o Retail Broker que avalia as corretoras dentro dos seguintes indicadores:

Atualmente o programa conta com 120 instituições financeiras cadastradas e cerca de 12 mil profissionais certificados. 

5 – Confira se a corretora está habilitada a operar no Tesouro Direto

Esse último fator não necessariamente diz respeito diretamente a qualidade de uma corretora. Podem existir corretoras que ainda estão no processo de adquirir o Tesouro Direto ou as corretoras que optam por não terem esse modelo de investimento em suas plataformas. 

No entanto, por conter alguns dos investimentos considerados mais seguros do mercado (como o Tesouro Selic) as maiores e mais completas corretoras geralmente também operam no Tesouro Direto. 

No site oficial do Tesouro Direto há uma página específica que lista todas as instituições financeiras habilitadas a atuarem. Lá é possível encontrar todos os bancos e corretoras que trabalham com o Tesouro Nacional para oferecerem os títulos da dívida pública.

No site você encontra as empresas que são agentes integrados (que oferecem um sistema próprio que conversa com a plataforma de compra dos títulos públicos), se permitem aplicações programadas, quais são os prazos de repasse e as taxas aplicadas.

Investir em bancos ou em corretoras?

Essa é outra dúvida comum de pessoas que buscam a melhor corretora para se investir. Afinal, corretora ou banco? 

Muitos bancos possuem suas próprias corretoras e por isso, de vez em quando, tentam convencer seus clientes a investirem por meio delas. 

Nos bancos existem investimentos muito mais limitadas do que em boa parte das corretoras independentes, isso porque os bancos normalmente distribuem produtos do próprio banco, enquanto as corretoras independentes podem distribuir produtos de todo o mercado.

Muitos desses bancos também geralmente oferecem opções de aplicações de acordo com o patrimônio do seus clientes, ou seja, quanto maior for o patrimônio do cliente, mais ele poderá ser priorizado para receber as melhores opções de investimento.

E como ficam as pessoas com patrimônios mais baixos? A depender de cada instituição, essas pessoas não recebem muitas opções de aplicações, além da poupança e títulos de capitalização. Por outro lado, corretoras de valores, como a Pi, já tendem a democratizar o mundo dos investimentos para que todos tenham acesso às mesmas opções, tenham essas pessoas alto patrimônio ou não. 

Leia: Como começar a investir com R$ 30 na Pi? 

Vale lembrar também que o gerente do banco é remunerado e comissionado de acordo com as vendas de produtos de investimento da própria “casa” ou seja, ele poderá muitas vezes recomendar investimentos que sejam mais vantajosos para o próprio banco do que para o cliente.

Além disso, muitas corretoras como a Pi, BTG e Órama também oferecem produtos com TAXA ZERO, o que diminui os gastos do investidor e podem aumentar seus retornos. Um bom exemplo disso é o Pi Selic, um fundo de renda fixa da Pi que não possui taxa alguma. 

Leia mais: Pi Selic: tudo o que você precisa saber

Logo, podemos resumir algumas das vantagens de se investir em corretoras da seguinte forma:

Então, não existem benefícios para se investir pelo banco? Claro que sim! A facilidade e comodidade são alguns deles. Imagine que ao investir pelo banco você já forneceu suas informações ao abrir sua conta corrente e, logo, não precisará fazer o processo novamente. 

Se seu banco também fornece uma plataforma completa de investimentos, com home broker, por exemplo, e você já possui mais afinidade com a instituição, vale a pena avaliar a opção.

Atente-se também ao fato de que muitos bancos tradicionais cobram taxas de manutenção da conta, o que pode encarecer os custos para manter seu dinheiro investido neles, enquanto outros isentam seus clientes dessa taxa por manterem seu dinheiro investido com eles. Por outro lado, boa parte das corretoras atualmente, como a Pi, não cobram taxas para manter seu dinheiro sob custódia, além de garantirem um cadastro de conta rápido e simples.

Quais corretoras eu posso escolher? 

Uma simples pesquisa, em um buscador, poderá te gerar uma lista de corretoras de valores disponíveis atualmente. Confira algumas delas: 

Como escolher a melhor corretora para investir? 

Como dito no início do post, a existência de diversas empresas no mercado faz com que seja difícil escolher a melhor corretora para investir. No entanto, existem algumas características fundamentais para que uma corretora seja considera uma boa opção.

#1 Simplicidade na hora de investir

Você sabia que muitos brasileiros não investem pelo simples fato de considerarem difícil demais? Esse é um dos motivos que fazem com que as pessoas fiquem tão acomodadas na poupança, mesmo que os retornos desse investimento sejam tão pequenos.

Foi pensando nisso que as melhores corretoras de valores têm procurado simplificar o processo de investimento. 

Como isso acontece? As corretoras atualmente buscam alcançar pessoas que anseiam entender mais do mercado financeiro, e por isso começam a criar conteúdos de educação financeira, como esse blog, que visam dar conhecimento para que os investidores consigam aplicar com mais confiança.

Por isso, na hora de escolher uma corretora é fundamental que você avalie a simplicidade na hora de investir. 

A corretora possui uma plataforma de investimentos simples? Na Pi, por exemplo, o investidor consegue fazer uma aplicação em apenas alguns cliques e possui todas as informações sobre cada produto, descritos facilmente para os investidores. 

Vale também conferir se a corretora possui canais de educação financeira, para auxiliar seus investidores com as principais dúvidas do mercado. Alguns canais geralmente muito utilizados são blogs, como esse, canais no YouTube e outras redes sociais. 

#2 Custos e taxas 

Na hora de começar a investir, o investidor precisa ter conhecimento sobre as taxas e impostos que serão cobrados sob seus ativos. 

Ao escolher a melhor corretora para investir, é importante que os investidores avaliem se os custos que serão cobrados são justos ou não. 

Cada investimento pode possuir taxas diferentes. Por exemplo, o Tesouro Direto cobra a taxa de custódia ou os fundos de investimentos que podem cobrar taxa de administração ou taxa de performance

Há corretoras ainda que cobram taxas de manutenção de conta ou taxas de corretagem que outras não cobram, por isso, vale conferir os custos que cada uma possui, e então fazer comparações. 

Na Pi por exemplo, os investidores não pagam para abrirem suas contas e nem para manterem seu dinheiro nelas.

Mas fique atento, a melhor corretora para investir não necessariamente é aquela mais “barata”. O investidor deve acima de tudo encontrar uma que ofereça serviços bons e justos pelos valores cobrados. Afinal, de nada vale encontrar uma corretora com os melhores preços, se a mesma não oferecer os melhores serviços. 

O mesmo vale para produtos de investimento como os fundos. Muitos investidores buscam apenas os que cobram as menores taxas de administração e não consideram a qualidade do trabalho do gestor, como os rendimentos finais que ele entrega, afinal toda vez que você vê um retorno divulgado de um fundo ele já é líquido dos custos, inclusive da taxa de administração. Fica a dica! Se as taxas são maiores, mas o serviço é de qualidade, pode valer a pena avaliar a opção.

#3 Liberdade de escolha

A corretora também deve proporcionar a liberdade de escolha para com que seus investidores consigam escolher as opções de investimento que mais se encaixam em seus objetivos. 

Esse tipo de liberdade deriva, por exemplo, da diversidade de produtos que aquela corretora oferece. Algumas perguntas que você pode se fazer são: essa corretora oferece os produtos de acordo com meu perfil de investidor? Ela possui uma grande diversidade de classe de ativos e preenche minhas expectativas?

Além da diversidade de produtos, também é fundamental com que a corretora possua ferramentas que ajudem seus investidores a tomarem suas decisões.

A Pi oferece canais de comunicação como o Papo Fundo e o 3,14Cast (podcast da Pi), que são programas onde conversamos com alguns dos maiores gestores financeiros do país. Por meio desses programas a Pi garante com que seus investidores tenham acesso à recomendações, dicas e informações de investimentos que podem auxiliá-los na hora de investir. 

#4  Benefícios que a corretora oferece

Como dito no início do post, atualmente existem muitas corretoras disponíveis no mercado. Uma forma de escolher a melhor corretora para investir é saber quais são os diferenciais dela e o que ela oferece de inovador no mercado. 

A Pi, por exemplo, foi criada como a primeira plataforma a oferecer cashback para seus clientes. Por meio do Programa de Pontos Pi, ao investir em alguns produtos da nossa plataforma, o investidor ganha pontos que podem ser convertidos em dinheiro para nossos clientes. Esse dinheiro pode ser sacado ou reinvestido em outros produtos. 

A Pi não trabalha com agentes intermediários, que são aqueles profissionais que são a ponte entre os investimentos e os investidores e que geralmente recebem uma espécie de comissão pela recomendação do produto. Por não possuirmos esses profissionais, nossos produtos se tornam mais acessíveis pelo simples fato de nós dividirmos a parte dos nossos lucros que seria deles, com você. 

#5 Atendimento

É comum que constantemente nós tenhamos que entrar em contato com as empresas que nos prestam serviços ou produtos específicos.

O problema está na dificuldade que muitas empresas apresentam para conseguir prestar um serviço de qualidade aos seus clientes, o que muitas vezes desanima o cliente a continuar usufruindo daquela marca.

Outro diferencial que uma corretora de investimentos bem estruturada deve possuir é um bom atendimento, sempre disponível para tirar dúvidas relacionadas a investimentos, problemas cadastrais ou qualquer outro assunto relacionado a marca.

#6 Uma plataforma online

A gente sabe que atualmente dependemos do celular para praticamente todos os serviços, desde mensagens, serviços de streaming até deliveries de comidas e produtos. Para o mundo dos investimentos não é diferente.

É fundamental com que a corretora que você escolha possua uma plataforma online em desktop e mobile para facilitar o acesso aos seus investimentos, além de possuir ferramentas para que você acompanhe a evolução do seu patrimônio.

Foi pensando nisso que a Pi por exemplo já foi criada de uma forma 100% online, para oferecer praticidade e simplicidade na hora de investir. Aqui você consegue acompanhar seus investimentos por celular, tablet ou computador, 24 horas por dia.

#7 Educação financeira

Para quem está começando a desbravar o mercado financeiro, é fácil entender a dificuldade que é para entender todas as siglas, taxas, tipos de investimentos, impostos e tudo mais.

Por isso, uma boa corretora sempre irá oferecer conteúdo de qualidade para seus clientes, de forma gratuita, com o objetivo de ensinar seus clientes a investirem melhor.

Aqui no blog da Pi por exemplo, todas as semanas são postados conteúdos educativos sobre investimentos, finanças e novidades sobre o mercado financeiro. Uma plataforma que oferece esse tipo de serviço fica mais alinhada com seus clientes visando sempre demonstrar os melhores caminhos.

A Pi Investimentos é uma corretora de valores?

Apesar de possuir muitas das características de uma corretora de valores, a Pi não se considera uma corretora e sim uma plataforma aberta de investimentos

Qual a diferença? 

A Pi é uma plataforma que atua de forma 100% digital, ou seja, distribuímos produtos de investimentos apenas online. Como a maioria das corretoras trabalham com agentes intermediários, elas possuem serviços presenciais, e consequentemente seus custos muitas vezes são maiores. 

Aqui na Pi acreditamos que ninguém melhor para tomar as decisões de investimentos do que você mesmo, e por isso os produtos são disponibilizados em nossa plataforma para que você realize suas próprias escolhas. 

Por que a Pi é uma das melhores plataformas de investimentos para se investir em 2020?

Entre tantas opções para escolher a melhor corretora para investir em 2020, talvez a resposta não seja uma corretora e sim uma plataforma de investimentos sem agentes intermediários. 

Confira cinco vantagens de investir seu dinheiro com a Pi Investimentos: 

  1. A Pi é primeira plataforma com recomendações dadas por especialistas de verdade e não por estrategistas das corretoras. Eles já prepararam carteiras prontas pra você investir.
  2. Também nos destacamos por ser a primeira plataforma de investimentos a oferecer fundos com taxa zero a partir de R$ 30. Democratizamos o mundo dos investimentos para que todos tenham acesso a aplicações sem necessariamente possuírem alto patrimônio. Além do fundo taxa zero, você também encontra investimentos a partir de R$ 100, R$ 500 e R$ 1000;
  3. A Pi foi a primeira e a única plataforma onde os investidores encontram fundos data-alvo no Brasil. Esses fundos foram feitos para quem possui objetivos a longo prazo com datas definidas, como 2030, 2040 e 2050. Os investimentos são mais arriscados no início, pra buscar retornos maiores, e mais a conservadores no final, pra proteger o seu patrimônio;
  4. A Pi Investimentos é uma empresa completamente independente, mas ela possui a solidez do Banco Santander, o que garante aos investidores mais segurança e confiança na hora de investir.
  5. Como citado anteriormente, a Pi se orgulha de ser a primeira plataforma a dar cashback para seus clientes. Por meio dos Pontos Pi, os investidores conseguem lucros ainda maiores ao investirem em alguns dos produtos da plataforma.
  6. A Pi também é uma das maiores plataformas de fundos de investimento do país. Até o momento em que está matéria foi escrita, a Pi já disponibiliza mais de 380 fundos disponíveis na plataforma.

Gostou da matéria? Deixe seu comentário abaixo.

5

Avaliar

Obrigado por votar

Você já votou neste post

Fazer comentário

Notícias relacionadas

Onde investir para cuidar do futuro das crianças que você ama?

O primeiro passo é trazer, desde cedo, a educação financeira para dentro de casa. O […]

4 investimentos para sair da poupança ainda em 2020

A poupança continua sendo o investimento favorito da maioria dos brasileiros mesmo oferecendo os menores retornos do mercado. Nesta matéria, você conhecerá 4 alternativas para o seu dinheiro.

Investimentos a longo prazo: onde investir para o seu futuro?

Investimentos a longo prazo devem fazer parte do portfólio de qualquer investidor. Nessa matéria você conhece algumas opções de ativos para isso.

Investimentos seguros: onde investir?

Quer conhecer opções que tragam segurança e uma maior rentabilidade que a poupança? Confira essa matéria sobre opções de renda fixa.

Onde investir seu dinheiro? Descubra agora

Descubra agora onde começar a investir.